quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Cervejaria São Domingos


Baseado no texto: Domingos Spinelli - Revista Revide n.159 - fascículo 9 (Paulo de Viarte)


Domingos João Baptista Spinelli nasceu em Ribeirão Preto, SP, em 25 de janeiro de 1914. Filho de Nicolau Spinelli e Stela Inecchi Spinelli. Estudou no Grupo Escolar Guimarães Júnior de 1922 a 1926 e no Liceu Salesiano Nossa Senhora Auxiliadora de Campinas, sob regime de internato, durante os anos de 1926 a 1929.

Em 1931, ingressou na Faculdade de Ciências Econômicas de Ribeirão Preto, diplomando-se em 1934. Demonstrando competência profissional, foi convidado para trabalhar em São Paulo, no setor econômico-financeiro das Industrias Matarazzo, retornando a Ribeirão Preto, após ficar por dois anos.

No ano de 1937, assumiu a subgerência das Indústrias Matarazzo e ingressou como professor na Faculdade de Ciências Econômicas, tornou-se professor na área e excelente profissional, a ponto de ser convidado pelo Conde Matarazzo para gerenciar a unidade das Indústrias Reunidas Francisco Matarazzo, em Ribeirão Preto, ficando responsável, ainda, pela Fazenda Amália, em Santa Rosa do Viterbo, neste período, trabalhou para a implantação da indústria têxtil e construção do prédio na atual Avenida Costa e Silva, no bairro Campos Elíseos. Permaneceu como superintendente até 1949.

Em 27 de maio de 1949, Domingos João Baptista Spinelli com os sócios Domingos e Francisco Innechi, com o capital de Cr$30.0000,00, dividido igualmente, constituiu a Sociedade Comercial São Domingos, instalada a Avenida Coronel Francisco Junqueira 98, Ribeirão Preto – SP, com filial à Avenida Saudades, onde se acha montada a máquina de beneficiamento de arroz.

Em 16 de julho de 1950 é publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOSP), sob o nº 122.908 a elevação do capital da Comercial São Domingos Ltda. de Cr$ 30.000,00 para Cr$ 300.000,00, dividido em partes iguais entre Domingos Innechi, Domingos Baptista Spinelli e Francisco Cláudio Innechi.

Em 14 de junho de 1953 é publicado no DOSP, a transformação da sociedade por quotas de responsabilidade limitada da Comercial São Domingos, já estabelecida na Rua São Paulo 492, em Sociedade Anônima com a denominação Companhia Cervejaria São Domingos – Fábrica Comandos de Bebidas com o mesmo capital integralizado de Cr$ 6.000.000,00, contrato arquivado na Junta Comercial de São Paulo, em 12 de junho de 1953, sob o número 69.135.

A Cervejaria São Domingos fabricava a cerveja clara Sinhá Chopp, a cerveja escura Sinhazinha, o Chopp Sinhô, o Guaraná Zap, o refrigerante Douradinha feito com as folhas de uma planta da região chamada de douradinha do campo, e tinha, também, a representação do refrigerante “Grapette”.
 
A distribuição dos produtos chegava até Belém do Pará e era feita pela empresa terceirizada Embarque Transportes.

Em Aparecida, veículo da frota dedicada à Cervejaria São Domingos.
 

Veículos da frota, distribuição do Guaraná Douradinha.

Veículos da frota dedicados à Distribuição Sinhá Chopp, linha Ribeirão Preto/Belém do Pará.


Apesar da excelência e aceitação dos produtos, o empreendimento não foi bem sucedido.

Domingos Spinelli Faleceu em Ribeirão Preto no dia 26 de maio de 1980. Foi casado com Elza Aparecida de Almeida Dinamarco e, dessa união, nasceu no dia 19 de outubro de 1939, o filho Nicolau Dinamarco Spinelli, o qual faleceu no dia 21 de dezembro de 2009.

2 comentários:

Anônimo disse...

meu pai tinha açoes desta cervejaria. ainda tenho comprovantes

Cleuber de Araujo Rocha disse...

ainda tem algum valor?