quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Cervejaria Cincinato Naspolini




Cincinato Naspolini nasceu em 12 de março de 1893, em Cocal (atual município de Cocal do Sul) localidade pertencente à Urussanga - SC. Casado com Florença Bez Batti Naspolini, nascida em 14/09/1899, em Urussanga e falecida em 1º de janeiro de 1984 em Criciuma, com 85 anos, era filha de Lucca Bez Batti (primeiro prefeito de Urussanga) e Rosa Minotto Bez Batti. O casal teve sete filhos: Haidée, Haiti, Gília, Hilda (falecida em 6/08/2011 com 89 anos), Holmes, Zulma e Fúlvio.

Cincinato foi um grande empreendedor, criou a Cervejaria Cincinato Naspolini, a primeira fábrica de cerveja e gasosa (tampadas com bolinha de gude) de Urussanga, que produzia a Cerveja Deliciosa que acabou por vender, para Ângelo Perucchi fabricante, no distrito de Cocal, da “Cerveja Cocalina” e da “Gazoza Ideal”.

A cervejaria, pelo que se tem de notícia, ficava ali na Vila Operária Velha (hoje o Bairro Santa Bárbara), onde, atualmente, está o prédio e Loja de Máquinas de Costura de Clóvis Perucchi.

Em 1928 (com 35 anos) veio morar em Cresciúma (nome alterado para Criciúma em 1943), que foi território e distrito pertencente do município de Araranguá, do qual se desmembrou em 1925. Sua instalação se deu dia 1º de janeiro de 1926, com a posse de Marcos Rovaris como Superintendente, cargo correspondente a Prefeito. Rovaris governou até 18 de outubro de 1930, quando foi destituído pela Revolução Getulista. O General Ernesto Lacombe, chefe da revolução em Santa Catarina designou Cincinatto Naspolini governador civil e militar de Cresciúma (corresponde a Prefeito) que administrou até julho de 1933.

Executou várias obras dentre as quais: Construção da Praça Nereu Ramos, criação e construção do Hospital São José, construção do Grupo Escolar Professor Lapagesse, abertura da Avenida Getúlio Vargas e Rua João Pessoa, abriu diversas estradas no interior do município. Na localidade de São Bento Baixo, construiu uma ponte coberta, arborizou a cidade com cinamomos e outras árvores (isso numa época em que a cidade era toda rodeada de árvores e mata virgem).

Foi dele a primeira empresa de ônibus (década de 40) que fazia as linhas: Centro ao Bairro São Marcos e Criciúma a Siderópolis.

Recebeu o título de Cidadão Honorário de Criciúma em 5 de setembro de 1983 e faleceu em 10 de junho de 1985 aos 92 anos.

Nenhum comentário: